Quantas igrejas existem em Veneza? Os números não são assim tão precisos. Pudera. Na história da Sereníssima, diversas delas foram destruídas, reconstruídas, consagradas, desconsagradas. Dizem que o número hoje chega a 157, 40 foram destruídas, principalmente durante o período de dominação napoleônica. Outras 30 estão fechadas ao culto, muitas delas abandonadas. As ativas guardam em seu interior obras de arte e formas arquitetônicas que marcaram a história da República. Fiz uma seleção de 15 igrejas para conhecer em Veneza. Um passeio independente de crença e religião para admirar toda a beleza destes espaços.

Read more

Se para um adulto Veneza já é algo fora do comum, imagine a surpresa de uma criança ao explorar uma cidade construída sobre as águas. Com uma paisagem única, palácios históricos e tantos fatos curiosos, Veneza é um deleite para os pequenos, que podem descobri-la com programas diferentes, que também surpreende os adultos. E é exatamente esta a graça de passear com uma criança em Veneza, explorar a cidade juntos.

Read more

Um labirinto de calles, ruas estreitas, becos, pontes e canais. A trama urbana de Veneza causa ao mesmo tempo estupor e estranheza, além da grande dificuldade de decifrá-la. A cidade foi construída sobre várias ilhotas e alguns palácios e edifícios ficam escondidos entre os canais, revelando-se somente em um passeio de gôndola ou visitando um terraço. Neste post eu indico 5 lugares para ver Veneza do alto.
Ela é considerada a rainha das vilas vênetas. Pudera. No início dos anos 1700, quando foi construída, a Villa Pisani entrava na “disputa” entre os nobres venezianos por quem construía o palácio mais suntuoso. A construção triunfal e cheia de história no Vêneto queria ser como um palácio de Versalhes, símbolo de luxo e poder.
Não é só a atmosfera de mistério que torna Veneza fascinante. Uma cidade construída sobre as águas tem características únicas, que deixam seus milhões de visitantes intrigados e curiosos. Há pouco tempo fui desafiada no Snapchat – já me segue lá? – a falar sobre os 50 fatos da cidade. Eu contei 25 fatos sobre Veneza, que repito por aqui para quem não pôde assistir.
Uma visita a Veneza é ainda mais rica se o roteiro inclui o gueto hebraico, um pedacinho da cidade onde ainda é possível encontrar judeus que mantêm suas tradições em um dos guetos mais antigo da Europa. A presença de judeus na cidade vem do século XII, pois Veneza com sua forte vocação para o comércio, sempre foi muito aberta ao intercâmbio com outras nações.
Basta um olhar nas vitrines dos antiquários venezianos para reconhecer diversos objetos feitos com a protagonista absoluta de tempos remotos: as contas venezianas. Da mais modesta à mais abastada, todas as mulheres se enfeitavam com o adereço. Veneza tem uma relação especialmente forte com a produção das contas, principalmente pela proximidade com a ilha de Murano, conhecida produtora de vidros preciosos.
Veneza sempre teve uma enorme devoção à Nossa Senhora. Em vários pontos da cidade, a simbologia que a representa é visível em monumentos, igrejas e palácios. Tudo nasce com o próprio surgimento de Veneza – a fundação da cidade aconteceu exatamente no dia da Anunciação, 25 de março de 421 d.C. Mas dentre as homenagens à Nossa Senhora, a mais imponente é a incrível construção da Madonna della Salute, a igreja que salvou Veneza da peste.
O carnaval de Veneza pode não ser tão animado quanto o carnaval brasileiro, mas em termos de eventos, o calendário não deixa a desejar. Em 2020, a programação inicia no dia 8 de fevereiro e se estende até o dia 25. Durante o final de semana, a cidade fica muito cheia. Se você escolher passear pelas ruas estreitas do circuito turístico que leva a São Marcos, pode encontrar muita gente pelo caminho. Arme-se de paciência e vista-se bem para encarar o frio. Você será recompensado ao ver as fantasias e os mascarados do carnaval mais famoso do mundo.

Read more

Um empório do luxo aos pés da Ponte de Rialto, em uma das zonas de comércio mais ativas e antigas do mundo. O T Fondaco dei Tedeschi é um dos projetos mais audaciosos realizados em Veneza nos últimos anos. O espaço abriga 7 mil metros de marcas de luxo internacionais em três andares, onde antigamente funcionava o Fondaco dei Tedeschi, a base comercial dos alemães na cidade.
Read more